Loading

Estudantes da UFMG protestam contra cortes nas áreas de Ciência e Tecnologia

Fale com o PMP: redacao@portaldomovimentopopular.com.br

Em Belo Horizonte, a manifestação foi realizada na Praça da Liberdade

Estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais participaram, neste domingo (12), da 3ª Marcha pela Ciência, promovida pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência em várias capitais do país. O protesto chamou a a atenção para os cortes previstos no orçamento destinado à Ciência e Tecnologia em 2018 .

Em Belo Horizonte, a manifestação foi realizada na Praça da Liberdade e contou também com a participação de estudantes do ensino médio, segundo os organizadores. “Nós já estamos sofrendo as consequências disso, e os mais jovens começam a se dar conta do que vai ser o futuro deles. Havendo cortes agora, com certeza,  não vamos chegar a lugar algum”, afimou Miriam Lopes, organizadora da Marcha na capital mineira e professora do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG.

Também do ICB, a professora Adelina Reis, secretária regional da SBPC, lembrou da instalação do tesourômetro na portaria principal da UFMG, durante a 69ª Reunião Anual da entidade, no último mês de julho. “O tesourômetro mostra que R$ 500 mil estão sendo perdidos ou deixando de ser repassados para a ciência e tecnologia por hora. Isso significa um corte de quase R$ 13 bilhões desde 2015”, detalhou.

A previsão é de um corte de 25% em relação ao orçamento de 2017, segundo a nova proposta orçamentária encaminhada ao Congresso pelo Ministério do Planejamento no último dia 30 de outubro.

Fonte: UFMG / Redação PMP 

Categorias: CT&I

Palavras-chave: , ,