Loading

Recital ‘Amazônia Encanto’ traz canções sobre lendas regionais e estreia de obra

Fale com o PMP: redacao@portaldomovimentopopular.com.br

Foto: Divulgação/SEC

Manaus/AM- O lendário amazônico e o imaginário caboclo farão parte do recital “Amazônia Encanto”, que será apresentado no Casarão de Ideias e no Cine Teatro do Centro Cultural Povos da Amazônia, nas noites de sexta-feira (17) e domingo (19), respectivamente. O espetáculo, com canções de Heitor Villa-Lobos e compositores da região Amazônica, contará com projeções de vídeos sobre as lendas da região e terá, ainda, a estreia da obra “Chora Amazônia”, do compositor Hugo Pinheiro. As apresentações terão entrada gratuita.

O recital será apresentado pela soprano solista da Orquestra de Violões da Amazônia (Ovam), Amanda Aparicio, que será acompanhada ao piano por Hugo Pinheiro, primeiro trombone da Orquestra Amazonas Filarmônica e maestro do Coral Infantil do Liceu Claudio Santoro. Amanda conta que a ideia do recital é conscientizar sobre o desmatamento e exploração da região Amazônica, além de abordar os elementos e características da cultura popular por meio da música erudita.

“Teremos músicas do nosso maior compositor, Heitor Villa-Lobos, com as ‘Bachianas Brasileiras n. 5’ e a ‘Melodia Sentimental’, que mostram a visão dele sobre a floresta”, diz. “Também teremos músicas de compositores nascidos na Amazônia, como Waldemar Henrique e Altino Pimenta, do Pará, Arnaldo Rebello e Pedro Amorim, nascidos em Manaus, além da canção de Hugo, composta para o recital”, adianta.

Além das obras, “Amazônia Encanto” terá projeções de vídeos, apresentados nos intervalos das canções, com dois personagens especiais, que contarão sobre as lendas amazônicas e experiências da vida cabocla. “Filmamos com um indígena da tribo Dessana, Miguel Dessana, que falará ao público sobre as lendas e, também, com Jaime Souza, que é ex-seringueiro e tem muitas histórias para contar sobre a região. Queremos que as pessoas se sintam tocadas e lembrem a época em que eram crianças e ouviam sobre essas lendas”, destaca Amanda.

A soprano ressalta que o espetáculo é indicado para toda a família, por ter uma linguagem mais próxima do público. “Teremos imagens que mostram exuberância da nossa Amazônia, as músicas serão todas cantadas em português, então, queremos falar com o público de uma forma mais leve e divertida”, pontua.

Estreia mundial da canção ‘Chora Amazônia’ ​

Na ocasião haverá, ainda, a estreia da canção “Chora Amazônia”, composta especialmente para o recital por Hugo Pinheiro. A história sobre o beija-flor que, em vez de fugir da floresta em chamas como os outros animais, se propõe em apagar o fogo carregando o pouco de água que consegue no bico, foi a inspiração para que o jovem compositor criasse a canção. O conto do beija-flor, que para Pinheiro evoca a moralidade do fazer o certo, mesmo em situações extremas, foi passado ao músico pelo pai.

“Quando criança, ele me contava essa história como uma lição de fazer a coisa correta sempre. O beija-flor segue o coração dele contra todos os outros e a canção faz esse apelo ao ouvinte para que não haja desmatamento e queimadas na nossa floresta”, afirma.

O canto do beija-flor, que terá a voz de Amanda Aparicio, termina com o sacrifício da ave na tentativa de salvar a floresta, um final diferente da história contada pelo pai de Hugo. “Ele tenta, em vão, salvar a Amazônia não só com a água, mas com as próprias lágrimas. O beija-flor se sacrifica nesta missão de salvar a floresta”, conta.

Com um ano marcado por apresentações especiais – a obra “4 Miniaturas para Trombone e Piano” do compositor estreou nos Estados Unidos e foi gravada, em abril deste ano, pelo professor e trombonista Bradley Kerns –  Hugo Pinheiro, que é radicado no Amazonas há 15 anos, celebra a contribuição que realizou em um recital que fala sobre a conscientização da Amazônia.

“Este ano tive a alegria de poder compartilhar minhas canções com o público. Vim trabalhar nesse projeto cultural da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) há muitos anos e fico feliz de poder deixar um pequeno legado justamente em uma canção com esta temática”, diz.

Repertório do recital

Arnaldo Rebello – Toada Baré
Pedro Amorim – Minha Terra

Waldemar Henrique – Lendas Amazônicas:

N.1 – Foi Bôto, Sinhá
N.2 – Cobra Grande
N.3 – Tamba-tajá
N.4 – Matintaperêra

N.5 – Uirapuru
N.6 – Curupira
N.7 – Manha-Nungará
N.8 – Nayá
N.9 – Japiim

Altino Pimenta – Toada da Canoa
Hugo Pinheiro – Chora Amazônia

Heitor Villa-Lobos:

Bachianas Brasileiras n.5 Ária (Cantilena)
Melodia Sentimental

Serviço

O que: Recital “Amazônia Encanto”, com Amanda Aparicio e Hugo Pinheiro

Data/Hora: Sexta-feira, 17 de novembro, às 20h
Domingo, 19 de novembro, às 18h

Locais: Sexta-feira – Casarão de Ideias, Rua Barroso, 279, Centro
Domingo –  Cine Teatro do Centro Cultural Povos da Amazônia, Praça Francisco Pereira da Silva, antiga Bola da Suframa, Distrito Industrial

Entrada: Gratuita

*Com informações de assessoria de imprensa / Redação PMP 

Categorias: Cultura

Palavras-chave: , ,