Loading

Em meio à crise, conselho aprova reajuste de 16% para procuradores

Fale com PMP : redacao@portaldomovimentopopular.com.br

Nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, passa por trás do atual PGR, Rodrigo Janot, durante reunião do Conselho Superior do Ministério Público Federal, Foto: Dida Sampaio/Estadão

Brasília/DF- Enquanto o Palácio do Planalto tenta cortar gastos e equilibrar as contas públicas, o Conselho Superior do Ministério Público Federal decidiu nesta terça-feira, 25, incluir na proposta orçamentária de 2018 um reajuste de 16,3% para os procuradores da República. O impacto na folha de pagamento previsto para o ano que vem é de R$ 116 milhões. Os conselheiros também aumentaram a previsão orçamentária para a força-tarefa da Operação Lava Jato em 2018 de R$ 522 mil para R$ 1,65 milhão.

Atualmente, o salário bruto dos membros do Ministério Público Federal varia de R$ 28 mil R$ 33,7 mil, segundo a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). O valor máximo corresponde à remuneração bruta do procurador-geral da República, que é igual a dos ministros do Supremo Tribunal Federal, considerado o teto do funcionalismo público.

Fonte : Estadão / Redação PMP 

Categorias: Destaque, Economia

Palavras-chave: , ,