Loading

Contra Sartori, professores se acorrentam por 24 horas em frente ao Piratini

Fale com o PMP: redacao@portaldomovimentopopular.com.br

Foto divulgação

Alguns professores se acorrentaram em frente ao Palácio do Piratini, onde o governador Sartori planeja seus próximos passos de atacar a população e vender o patrimônio público gaúcho, para protestar contra os ataques.

 

Descaso do governo 

O grupo pretende chamar a atenção da população para o descaso do governo e vão se revesar de 4 em 4 horas até completar pelo menos 24 horas de protesto, iniciando as 10h de hoje (28) e terminando às 10h de amanhã (29).

A iniciativa veio do 20º Núcleo do CPERS que reúne professores de Canoas, Esteio e região. A categoria está a mais de 80 dias em greve, tornando-a a segunda greve mais longa da história da categoria. O que está em jogo nesse conflito é o salário dos professores e servidores em geral, bem como algumas empresas estatais que estão ameaçadas de venda pelo governo.

 

 

Esquerda Diário / Redação PMP 

Categorias: Destaque, Educação

Palavras-chave: , ,