Loading

Segunda fase da Copa dos Rios terá 20 equipes

Fale com PMP : redacao@portaldomovimentopopular.com.br

A segunda fase da 25ª edição da Copa dos Rios de seleções sub-19 teve início nesta sexta-feira (28), com a participação de 20 equipes interioranas, divididas em quatro grupos, com sedes em Humaitá, Lábrea, Novo Aripuanã e Borba. A etapa vai até o dia 20 de agosto, com cada chave tendo quatro participantes, classificando os dois primeiros colocados e mais os três melhores times com mais elevado índice técnico na competição.

Com um total de 39 seleções municipais, a primeira fase teve a duração de dois meses, finalizando no último fim de semana. A competição reúne as melhores equipes do interior do Amazonas com atletas até 19 anos. O objetivo é revelar grandes craques para o futebol profissional local, bem como oportunizar ao caboclo amazônico a chance de mostrar seu talento, muitas vezes esquecido nos municípios longínquos do Estado.

“Nós esperamos que ocorra tudo bem, da mesma forma que foi a fase anterior com os jogos realizados, já que temos agora apenas 20 seleções municipais que se classificaram. Tomara que dê tudo certo, que ocorra tudo bem com os jogadores, treinadores, público e todos os envolvidos. Não posso destacar quais são os favoritas, porque não estou acompanhando todos os jogos, pois é muito difícil fazer isso, mas nossa expectativa é a melhor possível pela importância da competição”, comentou.

Ainda de acordo com o dirigente, para alavancar mais ainda a competição, houve um acordo entre todos os responsáveis das equipes, para incluir no regulamento a participação de jogadores acima da idade permitida.

“Esse ano houve uma situação que foi acordada pelas seleções municipais, na qual poderão jogar até três atletas com idade até 23 anos. O ano base é 1998, mas pode usar atletas com nascimento até 1994, e assim os treinadores podem aproveitar jogadores com essa faixa etária para reforçar seus elencos, bem como dar a oportunidade para ajudar na caminhada da equipe no torneio”, citou.

Com uma faixa etária propicia a revelar bons jogadores, Lazaro D’Ângelo fez um alerta aos dirigentes dos clubes profissionais, mas ao mesmo tempo lamentou o quase total interesse de acompanhar e até selecionar um ou outro jogador para o Campeonato Amazonense do ano que vem.

“Não temos visto quase nenhum treinador acompanhando esses jogos. Lamento muito, porque tem muitos garotos que podem se destacar, pois são bons, mas infelizmente não podem ser aproveitados. O único treinador que nas últimas edições tem acompanhado a fase final é o Igor Cearense, do Manaus. Fora isso, nenhum clube manda um dirigente ou técnico fazer esse trabalho”, lamentou.

Fonte: EM TEMPO | Redação do PMP

Categorias: Destaque, Esporte

Palavras-chave: