Loading

Primeiro Ecoponto da Capital será inaugurado em fevereiro, diz Solurb

Fale com o PMP: redacao@portaldomovimentopopular.com.br

Até a última sexta-feira, apenas uma guarita havia sido construída no local do primeiro Ecoponto da cidade (Foto: Marcos Ermínio)

O primeiro Ecoponto de Campo Grande, que está em fase de implementação, deve começar a funcionar no mês que vem. A previsão é da Solurb, empresa responsável pela coleta e tratamento de lixo da Capital, e que, de acordo com a prefeitura, também tem por responsabilidade administrar o serviço de descarte de produtos recicláveis e de móveis, eletrodomésticos e outros equipamentos.

No início de 2017, a estimativa era instalar ao menos cinco pontos pela cidade, mas nenhum deles foi concluído. A primeira obra está sendo realizada na Rua Sagarana, esquina com a Avenida Professor José Barbosa Hugo Rodrigues, no bairro Zé Pereira. Equipe do Campo Grande News esteve no local, na última sexta-feira (5), e encontrou três pessoas trabalhando, com auxílio de uma betoneira, e apenas uma guarita construída.

No terreno de 3.651 m², serão descartados resíduos recicláveis e também geladeiras, sofás, móveis e também poderão ser depositados restos de galhos, resultado da poda de árvores, de até um metro cúbico de entulhos, ou 650 quilos (resíduo seco) ou 850 quilos (se úmido). Esses são o chamado entulho volumoso, que não é aceito pelas empresas que recebem entulho de obras, como concreto.

Todo o material recebido será separado, para então, receber a destinação correta. O resíduo reciclável vai para UTR (Unidade de Tratamento de Reciclável), que recebe, em média, 11 toneladas por dia, resultado da coleta seletiva. A previsão, no início do ano passado, era investir R$ 800 mil na instalação dos Ecopontos.

Serviço atual – Enquanto o Ecoponto não fica pronto, em nota, a Solurb orientou a população a participar da coleta seletiva, seja pelo sistema porta a porta ou pelo de entrega voluntária, para realizar o descarte de resíduos recicláveis.

Em relação aos resíduos inservíveis, como sofás, geladeiras e demais equipamentos, a empresa afirmou que a responsabilidade do descarte é do popular e que mais informações devem ser obtidas por meio da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos).

informamos que esses resíduos não são coletados pela coleta de resíduos regular, e seu descarte é de responsabilidade do gerador, orientamos os munícipes a entrarem em contato com a SISEP – Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos para mais informações quanto a existência de uma programação especial de coleta para esse tipo de material.

Além disso, para o órgão, o descarte também deveria ser feito pelos distribuidores e revendedores dos produtos, para que os consumidores pudessem procurar estes estabelecimentos para devolver os produtos.

 

 

 

 

Categorias: Meio Ambiente

Palavras-chave: