Loading

Eduardo Braga e Marcelo Ramos oficializam chapa da oposição para o Governo do Estado

Fale com PMP: redacao@portaldomovimentopopular.com.br

Foto divulgação

Manaus /AM- Cerca de seis mil pessoas acompanharam a oficialização da chapa PMDB e PR, dos candidatos a governador e vice-governador, Eduardo Braga e Marcelo Ramos. A convenção ocorreu na quadra da Escola de Samba Unidos do Alvorada, situada na Avenida Prosamim, na manhã desta sexta-feira (16).

Estiveram presentes para prestar apoio à candidatura de Braga e Ramos os vereadores Marcel Alexandre (PMDB) e Reizo Castelo Branco (PTB). O deputado Federal Alfredo Nascimento (PR), o deputado Federal Sabino Castelo Branco (PTB), a deputada Estadual Alessandra Campelo (PMDB), a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), e Eron Bezerra (PCdoB). Além de prefeitos e vice-prefeitos de municípios do Amazonas que acompanhavam a convenção.

A coligação para este pleito será formada por PMDB, PR, PTB, PCdoB, SOLIDARIEDADE  e PSDC .

O senador Eduardo Braga ressaltou os problemas ocorridos na última eleição, pois, de acordo com ele o pleito ocorrido em 2014 foi ganho com irregularidades.

“Ele (José Melo) roubou a esperança do amazonense. O Amazonas tem jeito, o que falta é governo. Vamos trabalhar para reestruturar o Estado. Existem pessoas que passam anos na fila. O governo não tem coragem de dar a atenção que as pessoas merecem. Isso é um problema na capital e interior”, disse.

José Melo e seu vice Henrique Oliveira  foram cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) por compra de votos.

O senador disse ainda que as diferenças políticas que ele tem com Marcelo Ramos não vão atrapalhar no trabalho. “O que nos une é vencer a crise, o desemprego, a falta de remédios nos hospitais”, disse.

Marcelo Ramos (PR)

O candidato a vice-governador, Marcelo Ramos disse que poderia ser candidato para marcar posição, mas, segundo ele, marcar posição não muda a vida das pessoas.

“Vivemos um grave momento de crise, com desemprego, os pais de família estão sofrendo. A nossa aliança não é da velha política dos conchavos. A lógica da nossa aliança é de quem abriu mão para que as pessoas tivessem uma melhor saúde, segurança e educação. Precisamos de um governo com energia e vigor”, comentou.

Fonte : D24 / Redação PMP 

Categorias: Destaque, Política

Palavras-chave: , , , ,