Loading

Horário de propaganda política na TV no Rádio é apresentado aos partidos no TRE-AM

Fale com PMP: redacao@portaldomovimentopopular.com.br

Foto divulgação

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), realizou na manhã desta quarta-feira (13),  audiência pública com o Sindicato das empresas de Radiodifusão do Estado do Amazonas (Sinderpam) e com os partidos políticos para discutir sobre o horário da propaganda eleitoral, no auditório do órgão, no bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul de Manaus . Os partidos discordaram do horário estipulado pelo Sinderpam.

O horário apresentado pelo Sinderpam , de 11h30 e 18h30 para TV e 7h30 e 19h30 para rádio foi alvo de discordância por parte dos presidentes e representantes dos partidos da República (PR), Partido Social Democrático (PSD), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e Democratas (DEM), presentes na audiência.

Conforme o secretário geral do PSD, Paulo Radin, o horário apresentado pelo Sinderpam impedirá que os eleitores vejam as propostas dos candidatos, pois a maioria da população sai do trabalho por volta das 17h. Ele esclareceu que, devido ao trânsito da cidade, as pessoas chegam casa depois das 18h, o que as impossibilitaria de assistir à propaganda eleitoral.

“Manifesto-me contrário ao horário estipulado pelo Siderpam. Em uma eleição democrática, o povo é quem escolhe seu representante. Para o povo escolher, precisa  conhecer e saber das propostas. O rádio é ouvido no carro, mas a TV não. Então, temos que esperar as pessoas chegarem em casa para acompanharem a propaganda. O Amazonas também faz parte do Brasil, a população não pode ser prejudicada devido ao fuso horário. Acredito que existem pessoas no Amazonas que ainda nem sabem que vai ocorrer eleições suplementares”, falou.

Para a representante do Sinderpam,  Loren Nicácio, a mudança no horário atrapalharia a grade das emissoras de TVs locais, já que o Amazonas tem um fuso horário diferente do restante do país.

“Como se trata de uma eleição atípica, as emissoras estão propondo a melhor forma, que não impacte a programação. Existe uma cabeça de rede que faz a programação toda. Nesse sentido, estamos propondo o melhor horário, cumprindo a lei, sendo que a gente atende no horário local. Os partidos querem o horário nacional. Porém, a gente está colocando isso como impossível de praticar, pois quebraria a programação nacional e causaria um impacto muito grande. A audiência no horário de 11h30 e 18h30 é excelente”, comentou.

Como uma forma de ampliar a participação dos candidatos na TV, já que o horário não poderá ser mudado, o Sinderpam está propondo realizar entrevistas com os candidatos nos jornais locais durante suas programações.

O presidente do TRE,  Yedo Simões, informou que todos os questionamentos feitos pelos representantes dos partidos políticos serão levados para o relator,  desembargador João Simões.

“Na próxima sessão essa questão proposta já estará sendo apreciada pelo pleno. Todos os questionamentos feitos pelos representantes dos partidos serão levados ao relator João Simões. O horário será decidido em votação no plenário”, disse o presidente.

Conforme o juiz eleitoral, Celson Antunes as Silveira Filho:

A  propaganda iniciará no dia 20 de junho.

 TV e rádio começará a partir do dia 10 de junho.

O plano de mídia será distribuído aos partidos no dia 22, às 10h no auditório do TRE.

Fonte : Em Tempo – Redação PMP 

Categorias: Destaque, Política

Palavras-chave: , ,